Novo: Experimente o meu bot de IA novo filme

"A Google, e não o GCHQ, é a rede de espionagem verdadeiramente assustadora", diz John Naughton (The Guardian)

um dos espiões com quem discuti as revelações de Snowden mostrou-se indignado com a nossa cobertura da história. O que o incomodava (perdoe-me o trocadilho) era a injustiça de ver as agências estatais a serem castigadas, enquanto empresas como a Google e o Facebook, que, na sua opinião, conduziam uma vigilância muito mais intensiva do que a NSA ou o GCHQ, ficavam impunes. O seu argumento era que ele e os seus colegas estavam, pelo menos, sujeitos a um certo grau de controlo democrático, mas as empresas, cujo modelo de negócio é essencialmente o "capitalismo de vigilância", estavam completamente desreguladas.... Ele tinha razão. A "vigilância", como observou o perito em segurança Bruce Schneier, é o modelo de negócio da Internet e isso aplica-se tanto ao sector público como ao privado. Dado que a rede se tornou central nas nossas vidas, isso significa que as nossas sociedades embarcaram na maior experiência descontrolada da história. Sem realmente pensarmos nisso, sujeitámo-nos a uma vigilância implacável, intrusiva e abrangente de todas as nossas actividades e de muitas das nossas acções e pensamentos mais íntimos. E não fazemos ideia de quais serão as implicações a longo prazo deste facto para as nossas sociedades - ou para nós"

A Google, e não o GCHQ, é a rede de espionagem verdadeiramente assustadora | John Naughton
https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/jun/18/google-not-gchq–truly-chilling-spy-network

 

GuardarGuardar

2998

Vistas


Etiquetas

boletim informativo

* indica a necessidade
último livro