Novo: Experimente o meu bot de IA novo filme

TAG

Globalisation

O assassino de empregos a longo prazo é a automatização (excelente leitura através do NYT )

"A globalização é claramente responsável por algumas das perdas de emprego, em particular o comércio com a China durante a década de 2000, que levou à rápida perda de 2 milhões a 2,4 milhões de postos de trabalho líquidos, de acordo com estudos efectuados por economistas como Daron Acemoglu e David Autor do M.I.T.

As pessoas que trabalham nas zonas do país mais afectadas pelas importações têm geralmente mais desemprego e rendimentos reduzidos para o resto das suas vidas, concluiu Autor num estudo publicado em janeiro. No entanto, ao longo do tempo, a automatização teve um efeito muito maior do que a globalização e, de qualquer forma, teria acabado por eliminar esses postos de trabalho, afirmou numa entrevista. "Uma parte é a globalização, mas uma grande parte é o facto de precisarmos de muito menos trabalhadores para fazer a mesma quantidade de trabalho", afirmou. "Os trabalhadores são basicamente supervisores de máquinas".

Quando Greg Hayes, o diretor executivo da United Technologies, concordou em investir $16 milhões numa das suas fábricas da Carrier como parte de um acordo de Trump para manter alguns postos de trabalho no Indiana em vez de os transferir para o México, disse que o dinheiro iria para a automatização.

"O que isso significa, em última análise, é que haverá menos empregos", disse ele na CNBC.

Vejamos o caso da indústria siderúrgica. Perdeu 400.000 pessoas, 75% da sua força de trabalho, entre 1962 e 2005. Mas as suas vendas não diminuíram, de acordo com um estudo publicado na American Economic Review no ano passado. A razão foi uma nova tecnologia chamada "minimill". O seu efeito manteve-se forte mesmo depois de controlar as práticas de gestão, a perda de postos de trabalho no Midwest, o comércio internacional e as taxas de sindicalização, concluíram os autores do estudo, Allan Collard-Wexler da Duke e Jan De Loecker de Princeton."

O assassino de empregos a longo prazo não é a China. É a automação.
https://www.nytimes.com/2016/12/21/upshot/the-long-term-jobs-killer-is-not-china-its-automation.html
via Instapaper

Resumo de Gerd: 

Globalização + automatização + cognificação = desemprego tecnológico





Ler mais

boletim informativo

* indica a necessidade
último livro